Histórias Verídicas


As últimas palavras de homens célebres
Introdução
Nada merece mais confiança que o testemunho dos moribundos. Mesmo os mentirosos confessam a verdade nesses momentos. Uma olhadela ao leito de morte põe em evidência frequentemente mais que todos os ditos e actos do moribundo em vida . Nos momentos em que o homem encara a morte, é frequente desmascarar-se revelando o que realmente é. Muitos acabam por reconhecer que as suas metas estavam alicerçadas em areia e que na persecução das vãs ilusões sofreram um terrível engano.
ALDOUS HUXLEY escreveu no prólogo do seu livro Maravilhoso Mundo Novo que todas as coisas deviam ser julgadas como se fossem vistas desde o leito de morte. A Bíblia ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira, que alcancemos corações sábios. (Salmo 90:12).

VOLTAIRE, o famoso satírico, teve um fim terrível. A sua enfermeira disse: «Por todo o ouro da Europa não queria presenciar outra vez a morte de um ímpio. Clamou toda a noite por perdão».
DAVID HUME, o ateu, gritou: «Estou entre chamas!» O espectáculo da sua agonia foi terrível.
HEKNRICH HEINE, outro grande satírico, arrependeu-se mais tarde. Perto do fim da sua vida escreveu os seguintes versos: «O velho tema da minha canção foi derrubado ao encontrar-se frente à rocha que é Cristo. Aquela canção que, inspirada pelo espírito maligno, era levada às orgias da maldade. Aquela canção de melodia tumultuosa, que cantava a dúvida, a burla e a apostasia. Senhor, Senhor eu me prosto diante de Ti. Perdão, perdão pelas minhas canções».
TALLEYRAND afirmou «Estou sofrendo o tormento dos perdidos».
CARLOS IX DE FRANNÇA: «Estou perdido e reconheço-o claramente».
MAZARINO: «Alma! Que será de ti?».
O médico da cabeceira de NAPOLEÃO escreveu: «O Imperador morre sozinho e abandonado, a sua agonia é espantosa».
CESAR BORGIA, o homem de Estado: «No decurso da minha vida tenho-me precavido contra todas as eventualidades, menos para a morte. Agora vou morrer sem estar preparado. »
HOBBES, filósofo inglês: «Encontro-me diante de um terrível salto nas trevas».
Sir THOMAS SCOTT, presidente da Câmara dos Lordes da Grã Bretanha: «Pensei até este momento que não havia Deus, nem inferno. Agora estou certo e sinto que existem e que eu estou destinado à perdição pelo Juízo do Todo-Poderoso».
GOETHE: «Mais Luz »
NIETZSCHE: morreu demente.
LENINE perdeu a razão antes de morrer e implorava dos seus pecados voltado para as mesas e as cadeiras. A nossa juventude revolucionária negaria a exactidão deste facto, porque seria penoso ter que reconhecer este derrubamento do ídolo de tantos milhões.
SNOWJEWo Presidente do Comunismo Internacional que foi fuzilado por Staline: «Ouve ó Israel, o Senhor nosso Deus é o único Deus !»
CHURCHILL«Que louco eu fui»
JAGODA, chefe da polícia secreta Russa: «Tem que haver um Deus e este me castigará pelos meus pecados»
JAROSLAWSKY, presidente do Movimento Ateu Internacional: «Queimai por favor todos os meus livros! Olhai para o Santo que me espera já há muito tempo e já está aqui !»
JESUS CRISTO: «Está Consumado. Nas Tuas Mãos entrego o Meu Espírito»

Se a homens como Voltaire, David Hume e outros se lhes fosse declarado em vida que sem Jesus estavam condenados à etema perdição, certamente ter-se-iam rido. Mesmo assim tiveram de reconhecer, por fim, que a verdade e a Bíblia têm razão quando declaram:
«E como aos homens está ordenado morrerem uma vez vindo depois disso o juízo» (Bíblia, Hebreus 9:27). Já perguntou a si mesmo, alguma vez, como será a sua morte? Quais serão as suas últimas palavras? Ou será também para si demasiado tarde?
Estimado leitor: Ainda que o creia ou não, deixo-te a advertência que sem Jesus e o perdão dos teus pecados por meio do Seu sangue, estás perdido.. Frente a um Deus Santo, encontras-te num estado de completa e eterna perdição. Se crês que com a morte tudo se acaba,estás entre as pessoas que vivem no mais terrível engano. O único que pode salvar-te é Jesus Cristo.
Ou será que crês que os homens citados representaram comédias piedosas quando chegou a sua última hora? Sem a paz com Deus a morte é uma terrível realidade à qual o mundo procura escapar, pretendendo ignorá-la e exclui-la da consciência. Acaso crês que uma atitude semelhante à da avestruz, (que perante o perigo enterra a cabeça na areia) é uma solução sábia para o problema?
Um comunista chinês, que fez executar a muitos cristãos, acercou-se uma vez dum dirigente cristão e disse-lhe: Tenho visto morrer muitos dos vossos e é uma morte diferente. Qual é o vosso segredo? Queres também saber o segredo? Se desejas de coração recorrer a Jesus Cristo e alcançar a paz com Deus podes dirigir-te a Ele com esta oração:
 «Senhor Jesus, rogo-te que me perdoes todas as minhas culpas, pecados e rebeldia da minha vida passada sem Te dar qualquer atenção. Agradeço-te por morreres por mim e com o Teu precioso sangue pagares o preço do meu pecado. Peço-te que passes a controlar a minha vida. Abro-te a porta do meu coração e suplico-Te que agora e sempre sejas o meu Senhor. Obrigado por ouvires a minha oração. No Teu precioso Nome. Amén».
O importante não são as palavras que se dizem, mas a tua atitude de coração. Jesus disse: «O que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora» (João 6:37).

«Faz-me conhecer, Senhor, o meu fim e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil. Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti. Na verdade, todo o homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade» (Bíblia, Salmo 39:4-6)
«Prepara-te para te encontrares com Deus»
(Bíblia, livro de Amós)


[Fonte: irmaos.net/sabedoriaviva_ Luz para a Vida]